Integração durante o período de experiência

Integração durante o período de experiência

Sabe-se que os primeiros 90 dias em um emprego são decisivos quanto à permanência de um novo colaborador, o que causa bastante aflição e estresse, pois o novato sente-se pressionado em mostrar suas competências de forma extraordinária, além da preocupação de socializar-se rapidamente com os demais colegas.

É na socialização onde são apresentadas as competências comportamentais, as mais dependentes de uma boa integração e que na maioria dos casos é a principal responsável pela descontinuidade ao final do contrato de experiência.

Então… Como se integrar na empresa da forma mais favorável possível?

Embora algumas empresas ofereçam o processo de integração, se faz necessário que o funcionário crie sua própria estratégia para se inserir de forma positiva na organização. Recebendo o apoio da empresa, porém não dependendo 100% desta ação.

Portanto, comece por buscar entender a cultura organizacional, este fator influenciará bastante nas suas atividades e principalmente em seu relacionamento com os colegas de trabalho.

Pense… Como conversar com um alemão (que só entende alemão) em hebraíco? Sem chances! Da mesma forma será o relacionamento na empresa. É necessário entender a “língua” dos seus novos colegas; o que eles pensam; o que tem em comum; seus valores; como costumam vestir-se e etc. A partir do conhecimento da cultura da empresa, que reflete nas atitudes dos funcionários atuais, busque absorver, fazendo com que em seu comportamento e tarefas venham resplandecer tal essência.

Além da convivência com colegas em seu setor, busque de alguma forma ao menos conhecer as pessoas dos demais setores, será uma oportunidade de conhecer mais sobre a empresa e adquirir mais contatos que futuramente poderão lhe ajudar de alguma forma.

Seja visto e lembrado! E é claro, de uma forma positiva.

Os primeiros meses são os mais difíceis, mas busque manter o equilíbrio e sempre tirar um tempo para analisar se suas atitudes estão trazendo-lhe bons resultados; e acredite que uma hora você já estará adaptado à nova realidade e até mesmo enfrentando novos desafios. Logo, mantenha-se perseverante!

Estas foram nossas dicas de hoje, continue acompanhando o nosso site para mais informações.

Marketing Pessoal

Marketing Pessoal

Na atualidade o marketing pessoal tem se tornando um tema cada vez mais popular. Isso se deve pela busca das pessoas em mostrarem uma boa imagem diante de ambientes corporativos, familiares e até mesmo entre amigos.

O marketing pessoal é uma propaganda que transmite o que uma pessoa deseja mostrar sobre ela mesma, da forma mais adequada possível, porém atente-se! Pois esta “propaganda” deverá ser realizada de uma forma transparente. O marketing pessoal não é maquiagem, mas o caminho para que seja transmitido de forma adequada aquilo que você já é.

Quando bem executado, o marketing pessoal promove uma pessoa de uma forma positiva, aumentando suas oportunidades, principalmente em sua vida profissional, ao ser lembrado como um profissional competente e apto para exercer responsabilidades. Se você ainda não tem algumas características que você gostaria possuir, o marketing pessoal será uma ferramenta para a construção de tal caráter.

Aspectos que você poderá investir na construção de seu Planejamento de Marketing:

Adote sua marca: Cada produto ou empresa tem o seu rótulo, e através do mesmo transmite uma mensagem seja: honestidade, transparência, seriedade, atualização e etc.

Qual será a primeira palavra que as pessoas dirão ao pensar em você? É claro, não é apenas escolher um rótulo e pronto. Você construirá essa ideia ao seu respeito através de suas atitudes. Se você deseja ser conhecido como proativo, demonstre proatividade através de atitudes antecipadas, se quer ser lembrado como atualizado, seja conhecedor da atualidade, torne sua marca algo concreto e perceptível através de atitudes.

Apresentação: “A primeira impressão é a que fica”, normalmente a primeira imagem que se constrói sobre uma pessoa é a que se per pendura por muito tempo, outras vezes mesmo que os fatos mostrem o contrário, a primeira imagem continua. Portanto, é muito importante cuidar de sua apresentação, observe suas vestimentas, se adequadas à ocasião, sua higiene pessoal e até mesmo a sua postura…

Lembre-se que tudo está sendo observado.

Comunicação: Um dos critérios mais importantes, pois através da mesma você mostrará suas ideias, temperamento e relacionamento com as pessoas, além de demonstrar clareza, sua comunicação deve ser coerente com sua personalidade, também observe como as pessoas reagem, tendo os devidos cuidados com as mesmas.

Conteúdo: Tão importante como a comunicação, deverá estar em melhoria continua, pois profissionalmente lhe manterá no mercado, afinal, não adiante mostrar uma boa embalagem se você não possuir um excelente conteúdo. Invista em seus conhecimentos!

Siga as dicas e procure aprofundar-se mais sobre o tema, além de procurar se conhecer.

 

Essa foi a nossa dica de hoje, continue acompanhado nossas postagens.

 

 

Como conquistar um emprego na crise?

Como conquistar um emprego na crise?

A demanda de oportunidades de emprego tem diminuído gradativamente, tal situação ocorre em consequência das organizações estarem buscando um corte de custos. Porém não se desespere!

Normalmente em períodos de crise a competitividade entre os candidatos é maior, em consequência da oferta de recursos humanos qualificados e motivados em busca de uma oportunidade, é nesse momento que muitas empresas buscam também a oxigenação do seu quadro de funcionários por pessoas mais qualificadas e que atendem melhor as necessidades da empresa, abrindo suas chances no mercado de trabalho.

Mas atente-se, pois como foi mencionado: As empresas estão em busca de pessoas qualificadas, portanto prepare-se para enfrentar o mercado de trabalho.

Aqui vão algumas dicas de investimento profissional:

Invista em seus conhecimentos:

As empresas atualmente buscam para o seu quadro de funcionários pessoas atualizadas, que possam agregar valores através de sua capacidade profissional e pessoal. Se você não tem recursos financeiros para investir, aposte em cursos online, palestras disponíveis na internet, blogs com relatos profissionais, artigos, livros e etc.

Feiras e palestras:

Participe de eventos corporativos, principalmente próximos da sua área de atuação, pois além da possibilidade de troca de conhecimentos, você poderá maximizar o seu network, muito importante na vida profissional e ao qual se deve estar sempre mantendo contato independentemente se você está precisando, mas procure sempre estar compartilhando ideias e conhecimentos.

Abra novos horizontes:

Enquanto você não consegue uma vaga de emprego, uma opção para conquistar uma renda extra e fazer novos contatos, é através de consultoria. Faça um cartão de visita, blog, linkedin e anuncie a sua prestação de serviços, use a mídia digital a seu favor! Em meio à crise é necessário abrir novos horizontes e investir em diferentes oportunidades.

Autovalor:

O que mais pode surgir são oportunidades de empregos que não se enquadram em sua especialidade de atuação, ou que ofereça um salário inferior ao esperado. Antes de dizer um Sim ou Não sem pensar duas vezes, avalie!!! Pois você poderá estar gerando um investimento ou adquirindo um prejuízo.

Investimento:

Quando a vaga não atende completamente suas expectativas em termos financeiros ou especialidade na sua área de atuação, contudo você está disposto a obter novos conhecimentos e identifica-se com tal oportunidade. Lembre-se que atualmente profissionais generalistas estão cada vez mais valorizados.

Prejuízo:

Quando você aceita a vaga de emprego por desespero, sem avaliar os prós e contras que a vaga oferece, ou quando a oportunidade não lhe agrega em sua vida profissional, mas diminuindo sua motivação e em consequência também o seu valor profissional.

A crise é uma realidade, entretanto é essencial não se acomodar e esperar que tudo volte ao normal, mas atentar-se às novas oportunidades sem medo de arriscar, aprender, e crescer profissionalmente. O mercado de trabalho é trajeto onde só os visionários destacam-se.

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

É uma dúvida que ainda assombra muitos candidatos, provocando insegurança e inibição, o que atrapalha que o candidato venha mostrar o seu potencial.

É claro que não existe uma receita perfeita, pois a entrevista varia conforme a cultura da empresa, entrevistador e o cargo em questão. Porém com o intuito de ajudá-lo, falaremos de alguns tópicos que fazem toda a diferença na hora de concorrer ao tão sonhado emprego.

Atraso:

O planejamento é essencial para qualquer compromisso em sua vida, por isso procure pesquisar a localização de onde será a entrevista e mensure o tempo que levará para chegar. Execute conforme o planejado, e se por acaso ainda assim no caminho para entrevista você notar que chegará atrasado, é válido que ligue para justificar e até mesmo para confirmar se será possível atende-lo, pois como se diz o ditado: tempo é dinheiro, e com certeza o entrevistador cumpre um cronograma.

Apresentação:

Ao chegar, procure ser cordial com todas as pessoas envolvidas, desde a recepção até o entrevistador, sempre os saudando e apresente-se dizendo seu nome, além de cuidar da sua apresentação comportamental procure também apresentar-se com uma vestimenta apropriada para vaga a qual está candidatando-se.

Aparelhos eletrônicos:

Neste momento procure não utilizar celular, tablet e afins. Sua atenção deverá ser total na seleção, caso você espere alguma ligação importante e precise deixar o celular ligado, informe antes do início da entrevista, porém ative o silencioso ou deixe em um volume baixo.

Comunicação:

Procure as melhores palavras para expressar-se, não precisa ser algo que você não utiliza, mas que lhe possibilite falar de forma clara e objetiva, esclarecendo todas as dúvidas do entrevistador. Quanto ao falar muito ou pouco, também não existe uma regra, procure falar o necessário sobre determinado tema, sempre atento até onde aquele assunto está interessando ao entrevistador.

Comunicação Corporal:

A timidez e o nervosismo são uns dos principais vilões em entrevistas, pois emitem sinais corporais negativos que normalmente o candidato não apresenta em seu cotidiano, como:

Fazer movimentos repetitivos: balançar uma das pernas poderá transparecer inquietação.

Não olhar nos olhos: Pode passar a impressão de insegurança e despertar no entrevistador uma falta de confiança.

Gesticular: É importante a gesticulação, desde que os movimentos sejam coerentes com o que você está falando, por isso mantenha-se atento.

Mentira:

A maior parte das empresas atualmente tem uma estrutura que procura testar o candidato de diversas formas, confirmando mais de uma vez as informações que o mesmo alega, portanto procure ser autêntico em sua entrevista, você pode até não conquistar aquela vaga no momento porque você não mentiu sobre determinada competência que você não tem, porém é melhor você às vezes “perder” e manter sua credibilidade do que você arriscar e tornar-se um candidato descartado para aquela empresa ou consultoria.

Além de seguir essas instruções confie em si mesmo e no seu potencial, é um dos critérios mais determinantes, pois essas atitudes definirão a maior parte do seu comportamento ao longo da entrevista.

 

 

Erros mais frequentes encontrados em currículos

Seguindo em nosso objetivo de lhe fornecer informações de como elaborar um currículo que apresente credibilidade, preparamos algumas dicas com os erros mais frequentes em currículos para que você atente-se em evitá-los:

  • Layout impróprio: Currículos com formatações não padronizadas, como com imagens, cores e alguns tipos de fontes podem dificultar a leitura do recrutador. Portanto, procure utilizar uma folha em branco, fontes em padrões como Times New Roman ou Arial, além de deixá-las na cor preto.
  • Excesso de dados: Evite colocar alguns dados pessoais, que durante o recrutamento não serão influentes para sua seleção, tais como: RG, CPF e foto (coloque a foto, apenas quando solicitado pela empresa).
  • Omissão de dados: Evite omitir dados como endereço, idade e períodos de experiências. Muitos candidatos temem colocar tais dados por acharem que estes requisitos os fazem foram do perfil, e conta disso ocultam, na esperança de que o recrutador não perceba, porém tenha a consciência que um bom recrutador perceberá a ausência, deixando-o desconfiado e podendo fazer com que o mesmo não prossiga na análise do seu currículo. Seja transparente!
  • Informações desatualizadas: Evite colocar dados desatualizados, como meios para contatos que você não utiliza mais.
  • Inverdades: Demonstre transparência em suas informações. Não diga ter uma competência se você não tem, como: inglês fluente, excel avançado e etc. Lembre-se que tais competências poderão ser testadas, além de que será necessário no cotidiano do trabalho.
  • Erros de português: Ao montar o seu currículo, certifique-se de que não cometeu erros de português, estes podem causar uma péssima imagem, sendo um forte motivo para desclassificação. Opte sempre pelo português formal.
  • Lacunas de tempo: Alguns currículos apresentam lacunas entre períodos de experiência, isso pode deixar o recrutador questionando-se sobre o que você fez nesse espaço de tempo. Caso você tenha feito algo relacionado a sua vida profissional apresente em seu currículo como: eventos, intercâmbio ou trabalhos informais.

 Agora que você já sabe os erros mais frequentes e está mais preparado para evitá-los, mostraremos em nossas próximas postagens dicas de como comportar-se em entrevistas.

Passo a passo de como montar um currículo

Passo a passo de como montar um currículo

No post anterior, falamos algumas dicas de como elaborar um currículo, porém sabemos como é difícil montar um modelo que facilite a triagem do recrutador, aumentando suas chances de ser bem analisado.

Nesta linha de pensamento, criamos um modelo de currículo para que você possa elaborar um:

 Dados pessoais:

Inicie colocando o seu nome completo no título do currículo e

abaixo, em um tamanho menor, informe: Nacionalidade, estado civil e idade.

Dados para contato:

Informe os meios atualizados: Telefone, celular, e-mail, skyp e endereço.

Objetivo:

Procure informar a área de seu interesse de uma forma resumida e direta, mantendo a finalidade. Objetivos extensos e com várias finalidades tendem a demonstrar falta de foco, além de deixar a leitura do currículo mais cansativa.

Formação:

Neste espaço exponha sua formação apresentando as seguintes informações: grau de formação, curso (para nível superior ou técnico), instituição de ensino.

É importante mencionar as datas de início e término, caso esteja trancado, informe também.

Experiências:

Comece escrevendo suas experiências da mais recente até a mais distante, informando em tópicos as seguintes informações: Empresa, cargo exercido, período de experiência, atividades desempenhadas e premiações ou gratificações de destaques, caso você tenha conquistado.

Atividades complementares:

Neste espaço escreva em tópicos, atividades ligadas a sua vida profissional acompanhadas de datas, ex: participação em eventos ou trabalhos comunitários.

Cursos e conhecimentos:

Escreva os cursos realizados acompanhados com nome da instituição de ensino e datas, além de conhecimentos adquiridos de outras maneiras.

Outras informações:

Poderá fazer observações sobre o seu currículo, como: disponibilidade de horário, viagens, condução própria e etc.

Esperamos que este post tenha acrescentado em seu conhecimento, mais adiante orientaremos sobre como comportar-se em uma entrevista de emprego, selecionaremos e responderemos algumas perguntas sobre esse tema. Você poderá enviar suas perguntas através do entre em contato.

 

img_vagas_abertas

Dicas de Como Montar o Seu Currículo

Dicas de Como Montar o Seu Currículo

“Comece por saber o que você quer e quem você é, construa credibilidade em torno disso e o entregue online de uma forma convincente.”                                                                                                                                                                                                           Krista Neher*

Elaborar um currículo vai além de imputar dados sobre qualificações e experiências. O currículo é o primeiro degrau de sua escada para chegar ao tão desejado emprego. Portanto deve-se pensar em tudo o que está escrito e como está escrito.

Através do seu currículo você não estará só mostrando suas qualificações, mas também quem você é; então se preocupe em mostrar-se de uma forma positiva, transparente e com credibilidade.Com o intuito de ajudá-lo, preparamos algumas dicas de como montar o seu currículo:

Comece buscando o autoconhecimento sobre suas competências, experiências e pontos a serem trabalhados. Assim você poderá elaborar o seu currículo com propriedade, além de minimizar chances de esquecer dados importantes.

Faça uma lista de dados por etapas: Pessoal, Formação (escolaridade e cursos) e Experiências profissionais.

  • Pessoal: Resume-se em seus dados como: nome, idade e estado civil, além de meios para contato: endereço, telefone (no mínimo dois números), e endereço de e-mail. Faça uma lista com estes conteúdos certificando-se de que seus dados para contatos estão atualizados.
  • Formação: Liste a sua formação com datas de início e término, olhe seus certificados e reveja os cursos que você já participou refletindo se você lembra o conteúdo, pois é necessário que você venda aquilo que você possui, se você não lembra o conteúdo, não apresente essa informação.Caso você tenha algum conhecimento adquirido através de formas não certificadas, também é válido ser mencionado.
  • Experiências profissionais: É aconselhável que você tenha como base, suas três últimas experiências, porém isso se torna relativo quando você leva em consideração outras variáveis, como por exemplo, o ramo de atuação, se você está candidatando-se a uma vaga em que a sua experiência correspondente é anterior as 3 experiências mais recentes, é válido que a mesma seja mencionada.Além de tais informações, descreva seu cargo, atividades e até mesmo trabalhos paralelos, conquistas e gratificações que podem lhe diferenciar dos demais candidatos.

Após listar mapeando sua vida em tais aspectos, comece a fazer um rascunho de seu currículo, estruturando e procurando as melhores palavras para montá-lo.Pesquise o modelo que mais se adéqua as suas informações, preencha-o e envie para a vaga desejada.

 Esperamos ter contribuído em seu conhecimento.

Brevemente postaremos novas dicas, fique atento ao nosso site.

 Captura de Tela 2014-10-31 às 23.50.20

*Frase de: Krista Neher – (CEO na empresa Boot Camp Digital).

Disponível em:< http://marketingpessoalonline.com.br/top-20-frases-marca-pessoal-2/>